13 de Janeiro, 2012 - 10:14 ( Brasília )

Geopolítica

EUA afirma desejar melhorar relação com Venezuela


Os Estados Unidos continuam abertos a explorar meios para melhorar as relações com a Venezuela, apesar de terem expulsado uma consulesa desse país na sexta-feira passada, afirmou nesta quinta-feira a porta-voz do Departamento de Estado Victoria Nuland.

A porta-voz reconheceu que as relações de Washington com o governo do presidente Hugo Chávez "têm sido complexas e difíceis, mas isto não muda o fato de que se há meios de melhorar, estaremos abertos" a essa possibilidade.

O governo dos Estados Unidos notificou na sexta-feira passada a consulesa venezuelana em Miami, Livia Acosta, que foi declarada persona non grata e recebeu um pedido para abandonar o país.

A expulsão de Acosta aconteceu depois de a cadeia hispânica Univisión divulgar um documento que revelava um suposto complô iraniano para realizar ciberataques contra os Estados Unidos, orquestrado no México anos atrás, quando a diplomata estava destacada naquele país.

Diante do pedido de congressistas americanos de que se inicie uma investigação das missões diplomáticas venezuelanas, Nuland afirmou que essa tarefa "não é responsabilidade do Departamento de Estado", mas sim das agências de inteligência.

O Departamento "colabora totalmente com o FBI (polícia federal) e com outras agências responsáveis por garantir que os diplomatas atuem dentro da Convenção de Viena", garantiu Nuland.