09 de Janeiro, 2012 - 11:02 ( Brasília )

Geopolítica

China defende uso pacífico de energia nuclear pelo Irã


A China disse nesta segunda-feira que o Irã, como signatário do Tratado de Não Proliferação Nuclear (TNP), tem direito ao uso pacífico da energia nuclear cumprindo as obrigações internacionais, e acrescentou que "o conflito iraniano não será resolvido com as sanções".

Segundo o porta-voz oficial do Ministério das Relações Exteriores chinês, Liu Zhenmin, "a posição da China é muito clara: a solução só virá pelo diálogo e a negociação".

O porta-voz chinês afirmou que Pequim não considera que a cooperação energética (compra de petróleo iraniano) que a China e o Irã mantêm possa ser afetada pelas resoluções da ONU "já que é regular, transparente e obedece às leis do mercado".

Apenas cinco países do TNP têm a posse de armas nucleares: os Estados Unidos (assinou o tratado em 1968), o Reino Unido (1968), a França (1992), a extinta União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (1968, substituída pela Rússia), e a China (1992), por serem os únicos que fizeram teste nuclear até 1967, além de serem membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU.