04 de Abril, 2011 - 10:55 ( Brasília )

Geopolítica

Líbia - Otan investiga ataque que matou rebeldes líbios

Aliança militar investiga morte de 13 insurgentes, em suposto ataque por um de seus aviões, no leste da Líbia. Rebeldes afirmam ganhar terreno contra forças de Kadafi em Brega, importante porto petrolífero.

A Organização do Tratado do Atlântico Norte investiga alegações de que nove soldados rebeldes e quatro civis teriam sido mortos em ataque de suas forças no leste da Líbia. "Geralmente levamos a sério informações sobre vítimas civis", disse um porta-voz da aliança militar. Os rebeldes afirmaram no domingo (03/04) estar conseguindo ganhar terreno contra as forças do ditador na cidade de Brega, importante estrategicamente.

Segundo um responsável político dos rebeldes na cidade de Ajdabiya, a cerca de 15 quilômetros a leste de Brega um avião da Otan abriu fogo contra uma coluna de cinco ou seis veículos, entre os quais uma ambulância. O ataque teria ocorrido por engano, após um rebelde dar tiros para o ar, em sinal de alegria.

"Danos colaterais"

Os disparos feitos pelo avião causaram a morte de nove rebeldes armados e quatro ocupantes da ambulância, o condutor e três estudantes de medicina. "Estou cem por cento certo que se tratou de um erro", afirmou um médico do hospital de Ajdabiya, Mohamad Ahmad.

Entretanto, um porta-voz do governo de transição em Benghazi disse não ter "qualquer confirmação" sobre a origem dos disparos, mas reconheceu que "os danos colaterais são uma realidade", pois se trata de "uma guerra". "Eles estavam em lugar errado na hora errada", complementou.

A Otan afirmou em comunicado que está "recolhendo informações" e investigando as circunstâncias do ataque acidental.

Rebeldes avançam contra tropas de Kadafi

Os insurgentes em Brega afirmaram ter feito as tropas de Kadafi bater em retirada no domingo, e que teriam retomado na cidade. Era possível ainda ouvir disparos de artilharia na região. Os rebeldes afirmaram ainda ter ocupado o campus da universidade local, no leste da cidade.

Aviões da Otan também estiveram em operação sobre Brega no sábado. Em uma estrada a leste da cidade, havia pelo menos sete corpos carbonizados de soldados das tropas do governo. Não muito longe dali encontrava-se uma cratera de bombardeio de cerca de dois metros de profundidade. No local do impacto havia cerca de uma dúzia de veículos incendiados do Exército líbio.

De acordo com os rebeldes, tropas de Kadafi continuaram a atacar a cidade de Misurata, a leste da capital Trípoli. A cidade, a mais importante sob o domínio dos insurgentes no oeste do país, foi atacada no sábado em três pontos, com artilharia pesada e tanques. Os rebeldes, entretanto, estariam oferecendo resistência.

Na sexta-feira, Kadafi rejeitou a oferta dos rebeldes de um cessar-fogo. Os insurgentes exigiam, em contrapartida, o fim dos ataques contra as cidades que ainda detém. Um porta-voz seu declarou neste sábado em Benghazi que Kadafi não quer a paz: "Antes de perder o poder, ele quer prejudicar ao máximo o povo líbio".

MD/afp/lusa/dpa
Revisão: Augusto Valente