16 de Dezembro, 2011 - 15:10 ( Brasília )

Geopolítica

IPEA - A Percepção das Ameaças pelos Brasileiros


O Instituto de Pesquisa Econômuica Aplicada (IPEA), uma entidade ligada à Secretaria de Estudos Estratégicos (SAE) apresentou um estudo inédito e instigante. Trata-se do Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS), que, nesta edição, mediu o temor da população a ameaças

Para a formulação de políticas públicas, particularmente, julga-se imprescindível saber o que a sociedade brasileira pensa sobre o tema, possibilitando assim o fortalecimento dos vínculos entre Estado e sociedade numa área vital para o futuro do país. Como afirmado na Estratégia Nacional de defesa (END), “nada substitui o envolvimento do povo brasileiro no debate e na construção da sua própria defesa.”.-

A abrangência assegurada pelo alcance da amostra permite a elaboração de um retrato da percepção do brasileiro acerca da Defesa Nacional. Foram aplicadas 30 questões, estruturadas em torno de quatro eixos temáticos:

i) percepção de ameaças;
ii) percepção sobre a Defesa Nacional e as Forças Armadas;
iii) poder militar do Brasil e inserção internacional; e
iv) Forças Armadas e Sociedade.

O que foi liberado na quinta-feira é a primeira parte “Percepção de Ameaças”. Segundo o pesquisador Rodrigo Fracalossi, que participou da pesquisa, o que foi liberado equivale a cerca de 30% do material coletado.

As demais etapas em avaliação e tabulação deverão ser divulgadas até o início de março o mais tardar.

Foram ouvidas 3.796 pessoas, em todas as unidades da federação e cobrindo todas as camadas sócio-econômicas.

Os dados tabulados são interessantes. Mas o que surpreendeu os pesquisadores foi que o número de pessoas que demonstraram não ter uma posição sobre o assunto foi cerca d 15% ou menos. Isto indica que o brasileiro tem uma percepção básica sobre assuntos que normalmente não lhe dão crédito.

Ou o brasileiro e a brasileira não discutem só futebol ou novela. Uma análise derivada pode ser a indicação dos bons números de confiança do brasileiro nas Forças Armadas, acima de 70%.

Tabela 1 – Percepção de ameaça militar estrangeira (nos próximos 20 anos, por região)
Pergunta: Como já foi mencionado, o Brasil, atualmente, vive em paz com os outros países do mundo. Mas e quanto ao futuro? O(a) Sr(a). acha que alguns dos países listados a seguir pode rão, nos próximos vinte anos, ser uma ameaça militar para o Brasil?
Nota  para maiores avaliações por região consulte a tabela 6 nas figuras

 

País

% Total

Estados Unidos

37,1

Argentina

15,6

Bolívia

12,2

Colombia

10,5

 China

9,7

Rússia

9,0

Países da Europa

8,6

Venezuela

5,9

Paraguai

5,6

10º

Índia

2,2

Tabela 2 – Percepção de possibilidade de alianças ou parcerias com outros países (nos próximos 20 anos, por região)
Pergunta: O(a) Sr(a). acha que alguns dos países listados a seguir serão, nos próximos vinte anos, importantes aliados do Brasil? Ou seja, serão países amigos/parceiros do Brasil?
Nota  para maiores avaliações por região consulte a tabela 7 nas figuras

 

País

% Total

Estados Unidos

32,4

Argentina

31,4

China

16,7

Bolívia

15,1

Paraguai

15,0

Países da Europa

14,6

Colômbia

9,6

Índia

6,6

Rússia

5,5

10º

Outros

1,8

Interessante observar que parece ambíguo, que ao mesmo tempo o brasileiro veja os Estados Unidos como a maior  ameaça e maior parceiro para uma aliança.

"As pessoas ainda se veem ameaçadas com pais que tem capacidade militar sem paralelo. Ao mesmo tempo, as empresas americanas exportam, investem e a possibilidade de parceria é muito elevada. Essa ambiguidade decorre da variedade e da versatilidade do poder dos EUA", disse o técnico do IPEA, Rodrigo Fracalossi.

DefesaNet voltará a analisar este interessante e importante estudo.