04 de Abril, 2011 - 08:06 ( Brasília )

Geopolítica

Líbia - Aliado de Gaddafi vai à Grécia negociar fim da guerra na Líbia

Ele viajou em nome do ditador; condições para um acordo de paz não estão claras

O ex-premiê líbio Abdul Ati al Obeidi se reuniu ontem na Grécia com o primeiro-ministro George Papandreou. Segundo relatos, ele queria negociar um possível fim dos confrontos na Líbia.

Obeidi falava em nome do ditador Muammar Gaddafi. Papandreou se limitou a dizer, após a conversa, que Obeibi está "buscando uma solução". O encontro criou expectativa de mais esforços diplomáticos internacionais para acabar com a guerra, mas isso é incerto.

Na semana passada, outro emissário já havia viajado a Londres com tal objetivo.

Papandreou é apontado como possível intermediário com a coalizão ocidental que bombardeia o país há duas semanas.

A diplomacia pode ganhar força com a dificuldade de rebeldes e governistas em avançar no front. Nos últimos dias, os conflitos se concentraram cidade de Brega, com os dois lados tendo baixas sem acumular vitórias.

Criticas à ação militar continuam repercutindo nos EUA. Para congressistas republicanos, é um erro apoiar tropas rebeldes sem saber quem são as pessoas que podem tomar o poder.

O deputado Mike Rogers, por exemplo, disse que não é possível saber se existem membro da Al Qaeda infiltrados entre os rebeldes.

O Reino Unido mandou uma equipe de diplomatas para o país para conversar com os líderes rebeldes para "obter maiores informações sobre eles". Um dos líderes, Abdel-Hafidh Ghoga, disse que os rebeldes querem instalar uma democracia.