18 de Novembro, 2011 - 10:38 ( Brasília )

Geopolítica

Chefe do exército russo afirma que risco de guerra nuclear aumentou

Doutrina militar do país admite uso de armas nucleares para defesa de território e aliados

MOSCOU - O chefe do Estado-Maior do Exército da Rússia, General Nikolai Makarov, afirmou nesta quinta-feira que o país está enfrentando uma ameaça crescente de ser envolvido em conflitos em suas fronteiras, que podem se transformar em uma guerra nuclear.

Makarov citou a expansão da Otan para o leste e disse que os riscos da Rússia ser empurrada para conflitos locais “cresceram consideravelmente”. Ele acrescentou que “sob certas condições, conflitos locais e regionais podem resultar em uma guerra em grande escala envolvendo armas nucleares”.

O declínio das forças convencionais da Rússia levaram o Kremlin a confiar cada vez mais na intimidação nuclear. A doutrina militar russa diz que o país pode usar armas nucleares para conter um ataque nuclear no território da Rússia ou de um aliado ou ainda para conter um ataque convencional em larga escala que ameace a existência do país.