14 de Novembro, 2011 - 09:22 ( Brasília )

Geopolítica

Reino Unido não descarta ação militar contra Irã; Alemanha rejeita


O ministro de Exteriores britânico, William Hague, disse nesta segunda-feira que seu país não está preparando nenhum tipo de ação militar contra o Irã, mas defendeu manter "todas as opções sobre a mesa" frente ao programa nuclear do país. Já seu colega alemão, Guido Westerwelle, disse que o governo se recusa a falar de uma intervenção militar contra o país.

"Não estamos considerando isso por enquanto, nem o pedimos, nem o defendemos. Ao mesmo tempo, todas as opções devem estar sobre a mesa", disse Hague em sua chegada à reunião de ministros de Exteriores da União Europeia realizado em Bruxelas. O representante britânico defendeu que a comunidade internacional considere um "aumento da pressão pacífica" sobre Teerã e que, ao mesmo tempo, siga aberta a negociar com as autoridades do país sobre seu programa nuclear.

"Não participamos em uma discussão sobre uma intervenção militar. Nós acreditamos que estas discussões são contraproducentes e as rejeitamos", disse Westerwelle, também em Bruxelas. Mas o alemão considerou "inevitável" a aplicação de sanções mais severas contra o Irã caso Teerã continue se recusando a cooperar com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

Com informações das agências AFP e EFE.