31 de Outubro, 2011 - 12:44 ( Brasília )

Geopolítica

EUA buscam apoio da inteligência paquistanesa no Afeganistão


WASHINGTON, 31 Out 2011 (AFP) -Os Estados Unidos buscam que os serviços de inteligência paquistaneses se unam ao esforço de reconciliação que as autoridades afegãs realizam diante dos talibãs arrependidos, com o objetivo de pôr fim à guerra, informou nesta segunda-feira o jornal The New York Times.

A nova estratégia americana combina, segundo o jornal, ataques aéreos e terrestres contínuos contra os rebeldes, ao mesmo tempo em que pede aos serviços de inteligência paquistaneses que convoquem os talibãs ao diálogo.

Este plano ocorre depois do presidente americano, Barack Obama, afirmar no início de outubro que existem "certos vínculos" entre os grupos extremistas e os serviços de inteligência do Paquistão.

Além disso, o governo americano fez recentemente múltiplos chamados a Islamabad para que corte seus vínculos com a rede talibã Haqqani, que ataca as forças dos Estados Unidos no Afeganistão a partir do território paquistanês.

Por sua vez, Islamabad desmentiu que seus serviços de inteligência tivessem vínculos com essa rede.

Segundo o jornal, alguns funcionários dos serviços de inteligência do Paquistão consideram que a reconciliação afegã não seria positiva para seus interesses, já que consideram que os laços com os talibãs garantem sua influência no Afeganistão.

mk/sf/bar/ma