19 de Outubro, 2011 - 10:46 ( Brasília )

Geopolítica

O novo projeto de integração para Eurásia: um futuro que nasce hoje

No dia 1° de janeiro de 2012, entrará em vigor o Espaço Econômico Unido (EEU) da Rússia, Bielorrússia e Cazaquistão. Confira a seguir a versão resumida do artigo de Vladímir Pútin, escrito para o jornal “Izvestia”, no qual discorre sobre os processos de i

No dia 1o de janeiro de 2012, será lançado um importantíssimo projeto de integração: o EEU, composto pela Rússia, Bielorrússia e Cazaquistão. Um projeto que representa, sem exageros, um marco histórico não só para nossos três países, como também para todos os Estados no espaço pós-soviético.

O caminho para atingir esse objetivo foi difícil e, por vezes, tortuoso. Começou há quase 20 anos, quando, após o colapso da União Soviética, foi criada a Comunidade dos Estados Independentes (CEI). Em termos gerais, foi encontrado o modelo que permitia conservar as diversas características civilizadoras e espirituais que unificavam nossos povos, mantendo os laços produtivos, econômicos e outros sem os quais é impossível imaginar nossas vidas.  

A experiência da CEI nos permitiu iniciar a integração em diferentes níveis e velocidades no espaço pós-soviético, criando formatos de acordo com as necessidades, como o Estado Aliado da Rússia e Bielorrússia, a Organização do Tratado de Segurança Coletiva (Otsc), a Comunidade Econômica Euroasiática (Ceea), a União Aduaneira (UA) e, por último, o Espaço Econômico Unido (EUU).