30 de Setembro, 2011 - 10:08 ( Brasília )

Geopolítica

Chávez chama de 'fantoche' representante líbio na ONU


O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, chamou nesta quinta-feira de "fantoche" o representante do Conselho Nacional de Transição (CNT) libio na Organização das Nações Unidas (ONU), Ibrahim Dabbashi, e disse que, atualmente, na Líbia, "não há governo".

"Esse cavalheiro nem deveria ter estado ali. Não existe governo agora na Líbia, é mentira, não há governo. Claro, ele estava ali apoiado pelos ianques e pela Otan, por isso sentou-se ali, foi colocado ali. É um fantoche", afirmou Chávez sobre Dabbashi. O presidente venezuelano é o principal defensor na América Latina do líder deposto da Líbia, Muammar Kadafi.

A Assembleia Geral da ONU, que se reuniu nas últimas duas semanas em Nova York, atribuiu a cadeira da Líbia ao CNT. A decisão foi tomada por meio de uma votação dos 193 Estados membros, com uma maioria de 114 votos a favor. Vários governos de esquerda da América Latina, entre eles os de Cuba, Equador, Nicarágua e Venezuela, opuseram-se à decisão. Chávez considera Khadafi um amigo, e o incentivou a resistir às "agressões imperialistas" da Otan, que apoiou os rebeldes que derrubaram o coronel, desaparecido desde o fim de agosto.