06 de Setembro, 2011 - 12:08 ( Brasília )

Geopolítica

Seul comprará mísseis israelenses para proteger fronteira


Seul fez acordo com empresa israelense para comprar cerca de 50 mísseis de alta precisão para colocá-los em duas ilhas em sua fronteira ocidental com a Coreia do Norte, informou nesta terça-feira uma fonte militar sul-coreana à Agência Yonhap.

Os mísseis devem ser colocados no final do próximo ano nas ilhas de Baengnyeong e Yeonpyeong, este último palco de um ataque norte-coreano de artilharia em novembro que matou dois civis e dois fuzileiros sul-coreanos, acrescentou a fonte.

Os mísseis comprados pelo Exército sul-coreano pertencem à quinta geração do modelo Spike NLOS, que pode atingir um alvo a 25 km usando o Sistema de Posicionamento Global (GPS).

O Exército sul-coreano procurou mísseis guiados por GPS colocá-los na região, em vez de projéteis guiados por infravermelhos, garantiu a fonte à Yonhap.

Após o ataque de novembro, Seul deslocou tropas e armamento de alta tecnologia adicional para Yeogpyeong e outras ilhas do Mar Amarelo.

O regime stalinista de Kim Jong-il não reconhece a fronteira traçada pelas Nações Unidas após o fim da Guerra da Coreia (1950-1953), que terminou com acordo entre ambos os países, e exige que seja redesenhada mais ao sul, já que considera Yeonpyeong e outras regiões como seu legítimo território.