17 de Agosto, 2011 - 17:26 ( Brasília )

Geopolítica

Aviões militares turcos atacam alvos curdos no Iraque, diz TV


Caças das Forças Armadas turcas bombardeiam as bases do grupo armado Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) no norte do Iraque, informam as televisões turcas.

Os bombardeios se centram nas regiões de Zap - na imediata fronteira entre Turquia e Iraque e onde supostamente se localiza um acampamento logístico - e Kandil, uma área montanhosa na fronteira entre Irã e Iraque que abriga o quartel-general do PKK.

A operação militar ocorre horas após os membros do PKK atacarem um comboio militar turco e provocar a morte de 11 membros das forças de segurança turcas.

Em declarações à imprensa turca após se inteirar da notícia da morte dos soldados, o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, disse que "acabou o tempo de dialogar, é o momento agir".

A notícia do ataque às bases do PKK foi divulgada logo após o atentado desta quarta-feira, embora em dias passados o Governo tenha afirmado que as operações militares esperariam até o fim do mês sagrado islâmico do Ramadã - algo que foi muito criticado pela oposição.

De acordo com a emissora "CNN-Türk", às 20h30 locais (14h30 de Brasília), dez aviões F-16 - 15 unidades, segundo a emissora "NTV" - partiram do aeroporto militar de Diyarbakir (sudeste da Turquia) com destino ao norte do Iraque.

Segundo correspondentes da "CNN-Türk" na região, também se pôde observar muito movimento de aviões militares nas localidades de Çukurca, Semdinli e Yüksekova, na fronteira com o Iraque.

Este é o primeiro bombardeio às posições do PKK em Kandil desde julho do ano passado.

O PKK - grupo considerado terrorista pela Turquia, União Europeia e Estados Unidos - se levantou em armas em 1984 para reivindicar a independência dos mais de 12 milhões de curdos que habitam na Turquia. Desde então, cerca de 45 mil pessoas morreram na guerra não declarada entre rebeldes curdos e forças de segurança turcas.