25 de Julho, 2011 - 10:40 ( Brasília )

Geopolítica

ANP divulga na internet o Anuário Estatístico 2011


Divulgado pela ASCOM ANP

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) disponibilizou desde o dia 22 de Julho, em sua página na internet, o Anuário Estatístico Brasileiro do Petróleo e do Gás Natural 2011, que apresenta dados consolidados do setor de petróleo, gás natural e biocombustíveis no período 2001-2010. Os arquivos com as tabelas, quadros, gráficos e cartogramas podem ser consultados na página da ANP, no item Dados Estatísticos/Anuário Estatístico 2011.

Na comparação entre 2009 e 2010 houve aumento de 11,4% nas vendas dos principais combustíveis derivados de petróleo, em decorrência do crescimento econômico do país. No diesel, o bom desempenho do setor industrial e do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) contribuiu para um aumento de 11,2% nas vendas do produto e a expansão do setor aéreo fez com que as vendas de querosene de aviação aumentassem 15,1%.

A capacidade instalada das usinas de biodiesel teve aumento 33% e a produção, de 49%, para atender à demanda, que aumentou com a elevação do percentual de adição de biodiesel ao diesel de 4% para 5%.

O Anuário Estatístico está dividido em seis seções: "Panorama Internacional", "Indústria Nacional do Petróleo", "Comercialização", "Biocombustíveis", "Licitação de Blocos", “Resoluções da ANP”. 

Em “Panorama Internacional” há informações sobre as reservas provadas, produção, consumo de petróleo e gás natural e capacidade de refino segundo regiões geográficas, países e blocos econômicos e os preços médios no mercado spot dos petróleos dos tipos Brent e West Texas Intermediate (WTI). 

Na parte dedicada à indústria nacional do petróleo e gás natural estão disponíveis os blocos na fase de exploração, campos na etapa de desenvolvimento da fase de produção, levantamentos geofísicos por tipo, poços perfurados, reservas totais e provadas brasileiras de petróleo e gás natural, por localização (terra e mar), segundo unidades da federação. 

Há também tabelas com dados consolidados de produção de petróleo e gás natural, por bacia, Unidade da Federação e localização (terra e mar), reinjeção de gás natural, queima e perda de gás natural, distribuição de royalties e da participação especial, pagamento pela ocupação ou retenção de área, pagamento aos proprietários de terra de participação sobre a produção de petróleo e de gás natural.

O Anuário apresenta a evolução dos investimentos em pesquisa e desenvolvimento – cláusula de P&D – por concessionário e do programa de recursos humanos para o setor de petróleo, gás natural e biocombustíveis (PRH-ANP). 

Também podem ser consultados dados sobre a evolução da capacidade de refino, produção de derivados de petróleo e preços médios ponderados de produtores e importadores de gasolina A, óleo diesel, gás liquefeito de petróleo (GLP), querosene de aviação, óleo combustível. O Anuário divulga a quantidade e a extensão dos dutos em operação, capacidade de armazenamento dos terminais e a importação e exportação de petróleo e de derivados.

Nos dados de comercialização, estão listadas as bases de distribuição de combustíveis, as vendas nacionais de derivados e participação das distribuidoras nas vendas, a quantidade de postos revendedores de combustíveis automotivos e transportadores-revendedores-retalhistas (TRRs) por unidade da federação e os preços médios dos combustíveis.

Na seção dedicada aos biocombustíveis estão disponíveis a produção de etanol anidro e hidratado e os dados de vendas pelas distribuidoras e de exportação do produto. A capacidade nominal, produção e consumo de biodiesel também podem ser consultados.

O Anuário mostra ainda os resultados de todas as rodadas de licitações realizadas pela ANP (1999-2008) e as resoluções da ANP de 2010