15 de Julho, 2011 - 09:53 ( Brasília )

Geopolítica

Hugo Chávez celebra resistência de Muammar Kadafi na Líbia


O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, comemorou nesta quinta-feira a resistência do regime líbio de Muammar Kadafi aos bombardeios da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e pediu aos países europeus que se ocupem de suas próprias crises internas.

"Kadafi me mandou uma mensagem por aí. Aí está Kadafi resistindo, mas até quando essa arbitrariedade? Deixem a Líbia quieta, é um povo heroico e livre, com um Governo que responde à Líbia, e não aos interesses do império", disse Chávez, durante um Conselho de Ministros transmitido em cadeia nacional de rádio e televisão.

"Líderes europeus, ocupem-se das crises que vocês têm aí dentro", declarou o líder venezuelano. Segundo ele, os líderes dos países europeus hoje apoiam os ataques da Otan na Líbia, "há apenas um ano" estavam fazendo negócios com Kadafi.

"Pelo que me consta, eles iam lá pedir a Kadafi que depositasse das reservas da Líbia nos bancos europeus, pois a Líbia tinha US$ 200 bilhões (...). Agora eles bloquearam, roubaram as reservas da Líbia, um descaramento, mas aí está o velho Kadafi resistindo", exclamou.

Chávez, que se declara abertamente amigo de Kadafi e condenou desde o início a intervenção internacional na Líbia, celebrou que o líder líbio continue aparecendo em atos públicos e "jogando xadrez", e que seu povo permaneça nas ruas "desafiando as bombas assassinas da Otan".

O líder venezuelano aproveitou a palavra para enviar saudações ao ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva e à presidente Dilma Rousseff.