13 de Janeiro, 2015 - 11:55 ( Brasília )

Geopolítica

Transformar BRICS em instrumento de cooperação de pleno direito é prioridade da Rússia


Transformar o grupo BRICS, composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, em um mecanismo de cooperação de pleno direito nas principais questões da economia e da política global será um dos principais objetivos da próxima presidência da Rússia no âmbito dos BRICS.

O vice-ministro russo das Relações Exteriores, Igor Morgulov, disse que "a partir de abril de 2015, a Rússia assume as funções de presidente do BRICS", observando que o agrupamento se tornou um "fator significativo na economia mundial e da política", desde a primeira reunião diplomática de grande escala em Ekaterinburgo, na Rússia, em 2009.

O objetivo a longo prazo da Rússia e de seus parceiros é que o BRICS deixe de ser um "fórum de diálogo e instrumento de coordenação sobre um número limitado de questões” e se torne “um mecanismo de cooperação de pleno direito sobres questões-chave da economia e da política global".

O vice-chanceler russo citou o projeto de Estratégia de Parceria Econômica dos BRICS para 2020, que pode tornar-se uma referência importante para as operações do Novo Banco de Desenvolvimento, o Conselho Empresarial e entidades econômicas dos Estados-membros.

O diplomata ainda disse que os estados-membros do BRICS pensam em aumentar a eficiência da cooperação industrial e tecnológica, aprofundar a cooperação em áreas como energia, mineração, metalurgia, agricultura, telecomunicações, tecnologias de ponta e expandir a cooperação na esfera humanitária.