30 de Outubro, 2014 - 10:40 ( Brasília )

Geopolítica

Mistral - França diz que condições ainda são inadequadas para entrega de navios à Rússia

Rússia e Ucrânia não chegam a acordo sobre gás em reunião com UE

A França afirmou nesta quinta-feira que as condições ainda não são adequadas para entregar o primeiro de dois navios de guerra Mistral para a Rússia, contradizendo relatos de que os russos teriam sido convidados a receber a embarcação em 14 de novembro.

"As condições hoje não são adequadas para entregar o Mistral", disse o ministro das Finanças da França, Michel Sapin, em entrevista à rádio RTL.

De acordo com a agência de notícias RIA, o vice-premiê da Rússia, Dmitry Rogozin, disse na quarta-feira que a Rússia recebeu um convite para a entrega do primeiro de dois navios porta-helicópteros Mistral em 14 de novembro.

Segundo a RIA, Rogozin disse ainda que a segunda embarcação militar seria posta em funcionamento no mesmo dia.

A França citou preocupações com o papel desempenhado pela Rússia na crise no leste da Ucrânia como motivo para adiar a entrega dos navios.

Rússia e Ucrânia não chegam a acordo sobre gás em reunião com UE

Ucrânia e Rússia não chegaram a um acordo sobre gás natural em uma reunião com a União Europeia que avançou pela madrugada, e haverá uma nova rodada de negociações nesta quinta-feira à noite, disse o ministro da Energia russo, Alexander Novak, de acordo com a agência de notícias RIA Novosti.

"As negociações ainda não foram encerradas, estamos apenas terminando uma longa discussão sobre os documentos que precisam ser preparados com base nos resultados das conversas", disse Novak, segundo a agência, na madrugada desta quinta-feira, em Bruxelas.

"Concordamos em continuar a trabalhar em 30 de outubro", acrescentou.

Alexei Miller, chefe da empresa russa Gazprom, disse que o acordo só será fechado depois que a Ucrânia e a União Europeia chegarem a um consenso sobre garantias financeiras de Bruxelas para Kiev, de acordo com a agência de notícias Interfax.