22 de Outubro, 2014 - 14:00 ( Brasília )

Geopolítica

Ataque a tiros fecha Parlamento do Canadá

Guarda é ferido por atirador, que invadiu sede do Legislativo. Ao menos um suspeito é morto pela polícia, que afirma desconhecer total de envolvidos no ataque.

Um soldado que fazia sentinela no Memorial Nacional da Guerra, em Ottawa, foi atingido a tiros por um homem armado, que depois invadiu o Parlamento do Canadá, nesta quarta-feira (22/10).

A emissora Canadian Broadcast Corporation (CBC) informou que um homem armado foi em seguida morto dentro do prédio do Parlamento, numa troca de tiros com policiais. Segundo a polícia de Otava, dois ou até três atiradores estariam envolvidos na ação.

Testemunhas ouvidas pela CBC disseram que o atirador correu em direção ao chamado Centre Block, o principal prédio do Parlamento, depois de atirar contra o soldado no memorial.

A sede do Legislativo canadense foi fechada, e o primeiro-ministro Stephen Harper foi retirado do prédio. Parlamentares disseram que ouviram tiros dentro do Parlamento.

O incidente ocorreu apenas dois dias depois de dois soldados canadenses terem sido atropelados – um deles mortalmente – no Quebec por um homem ligado a grupos jihadistas. Nesta terça, o Canadá elevou o seu nível de segurança por temer ações de extremistas.