21 de Julho, 2014 - 11:40 ( Brasília )

Geopolítica

Putin: ninguém deve utilizar a catástrofe do Boeing em prol dos seus objetivos interesseiros


O presidente da Rússia Vladimir Putin declarou que ninguém deve aproveitar a catástrofe do avião Boeing na Ucrânia a fim de alcançar os seus objetivos políticos estritamente interesseiros.

“Em vista dos eventos trágicos horríveis, que se deram nos céus de Donetsk, gostaria de explicar mais uma vez como nós, na Rússia, encaramos os acontecimentos que se passam hoje na Ucrânia. Exortamos várias vezes todas as partes confrontantes a cessar imediatamente o derramamento de sangue e entabular conversações”, disse Putin. Esta sua declaração foi transmitida pelo canal de televisão Rossiya 24.

“Pode-se afirmar com certeza que se as operações militares no leste da Ucrânia não fossem reiniciadas em 28 de junho, esta tragédia certamente não ocorreria. Ao mesmo tempo, ninguém deve, nem tem direito, de aproveitar esta tragédia a fim de alcançar os seus objetivos políticos estritamente interesseiros. Semelhantes eventos devem não desunir as pessoas, mas, sim, uni-las”, asseverou o presidente.

O presidente da Federação Russa afirmou, além disso, que as pessoas que respondem pela situação na região devem elevar a sua própria responsabilidade perante o seu povo e os povos dos países, cujos cidadãos se tornaram vítimas da tragédia deste avião de passageiros.

“A Rússia fará da sua parte tudo que de nós depende para que o conflito no leste da Ucrânia passe da sua fase militar atual para a fase de conversações de paz exclusivamente diplomáticas”, disse o presidente.

O inquérito da catástrofe do Boeing na Ucrânia deve ser realizado exclusivamente sob os auspícios da ICAO. É preciso fazer o possível a fim de garantir a segurança dos peritos internacionais no local da catástrofe, declarou o presidente da Federação Russa, Vladimir Putin.