19 de Junho, 2014 - 11:20 ( Brasília )

Geopolítica

Exército ucraniano ataca povoado de Donetsk com tanques e aviação


O Exército ucraniano lançou uma ofensiva contra o povo de Yampol, na rebelde província de Donetsk, segundo denunciou a autoproclamada república popular em sua conta no Twitter.

De acordo com as fontes dos pró-russos, no ataque participam cerca de 20 tanques e 50 veículos blindados, além de dois batalhões de infantaria, aviões de assalto Su-25 e artilharia de grosso calibre.

Os milicianos de autodefesa desta cidade de dois mil habitantes anunciaram que se viram obrigados a se retirar de suas posições e se dirigir à vizinha cidade de Slaviansk, bastião dos rebeldes pró-russos no leste da Ucrânia.

Segundo meios de comunicação russos, as milícias informam sobre a existência de mortos e feridos entre suas fileiras, embora sem dar números, enquanto a população civil se refugiou nos porões de suas casas para fugir da ofensiva.

O Exército ucraniano informou hoje que os combates no leste da Ucrânia prosseguem com mais força depois que os insurgentes pró-russos se negaram a depor as armas, como exigiram ontem à noite as autoridades de Kiev.

O porta-voz da chamada "operação antiterrorista", como denominam as autoridades ucranianas à ofensiva, Vladislav Selezniov, informou à agência russa "Interfax" que tinha iniciado o ataque à cidade de Krasni Liman, também em da região de Donetsk.

Os pró-russos por sua parte denunciaram ataques das tropas ucranianas contra as cidades de Seversk e Artiomovsk.

Os novos combates ocorrem na véspera que o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, apresente amanhã seu plano de solução pacífica do conflito no sudeste, que contempla um cessar-fogo unilateral.