16 de Maio, 2014 - 17:35 ( Brasília )

Geopolítica

Rumores da Academi na Ucrânia


Segundo o portal Voz da Rússia: Jornais alemães escrevem que cerca de 400 combatentes da Academi – uma empresa militar privada norte-americana – estão combatendo contra as milícias populares no sudeste da Ucrânia. Eles se chamam de “provedores de segurança de elite”, mas na verdade são um exército bem equipado.

Até 2009, a empresa era conhecida como Blackwater.

Seus funcionários – a maioria ex-fuzileiros navais e oficiais das forças especiais – já se “destacaram” em muitos conflitos locais. Eles ofereceram seus serviços ao governo colombiano, treinaram o exército croata, ajudaram os rebeldes albaneses na Macedônia e as autoridades da Libéria.

Eles participaram na guerra no Afeganistão e no Iraque, onde mostraram particular brutalidade contra a população local. Em setembro de 2007, combatentes da Blackwater abriram fogo contra iraquianos que se reuniram para uma manifestação pacífica na praça Nisour no centro de Bagdad... Aparentemente, tal experiência pareceu particularmente útil às autoridades de Kiev.

A chegada dos peritos estrangeiros em "instauração de democracia total" foi revelada num deslize do ministro do Interior do governo autoproclamado da Ucrânia, Arsen Avakov. Em sua página no Facebook, ele escreveu: “Eles estão dispostos a resolver problemas operacionais sem considerar as nuances locais”. No entanto, logo depois, se deu conta e apagou essa mensagem.

Entretanto, combatentes norte-americanos foram vistos em operações punitivas nas imediações de Slavyansk. Isto foi confirmado por representantes da milícia popular que participam na defesa da cidade. Eles conseguiram interceptar comunicações de rádio em inglês.

Obviamente, representantes da empresa, por sua vez, afirmaram que seus combatentes não estão participando nos eventos na Ucrânia como mercenários. O site oficial da Academi diz que “blogueiros e repórteres on-line irresponsáveis” estão espalhando informações falsas. Mas deles não se esperava outra coisa. Essas organizações muitas vezes preferem não falar muito de suas atividades.


Texto/tradução: Voz da Rússia

Nota oficial da Academi em inglês:
 

The Real Facts Behind Recent Reporting on ACADEMI in Ukraine

May 15, 2014

Some irresponsible news outlets have recently posted rumors that ACADEMI employees are operating in Ukraine. They are not and any reports to the contrary are completely false.

Many of these reports have also given the impression that ACADEMI and the company Blackwater are the same and this is also completely false.

The basics: Blackwater's owner sold the company's US-based training facility to a group of private investors in 2010. Those owners renamed the facility and the new company created to support it ACADEMI. The former owner of Blackwater retained all rights to the Blackwater name as well as many of the companies that once operated under the umbrella of Blackwater. ACADEMI has no existing relationship with him. The new management of ACADEMI has made tremendous efforts to build a responsible, transparent company ethos, evidenced by the numerous awards ACADEMI has received for being among the most compliant companies in our industry. More information can be found here.

Unfounded statements and accusations such as those in recent news reports, combined with a lack of research about the company, are nothing more than sensationalistic efforts to create hysteria and headlines in times of genuine crisis.

ACADEMI is not Blackwater, and ACADEMI has no personnel in Ukraine.