13 de Maio, 2014 - 12:40 ( Brasília )

Geopolítica

Norueguesa é 1ª mulher a comandar capacetes azuis da ONU

General Lund, 56 anos, será a primeira a comandar uma força de manutenção de paz; em agosto, ela irá suceder o general chinês Chao Liu, atual chefe da missão

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, nomeou a general norueguesa Kristin Lund como chefe da Força das Nações Unidas para Manutenção da Paz no Chipre (UNFICYP) - informou a organização nesta segunda-feira.

A general Lund, 56 anos, será a primeira mulher a comandar uma força de manutenção de paz da ONU. Ela irá suceder o general chinês Chao Liu, atual chefe da missão, em meados de agosto.
 

Kristin Lund tem 34 anos de experiência nas Forças Armadas da Noruega e nas forças da ONU, e se destacou especialmente como comandante-chefe adjunta do Exército norueguês de 2007 a 2009 e chefe do Estado-Maior da Guarda Nacional norueguesa.

Ela também serviu como capacete azul em missões no Líbano e na antiga Iugoslávia.

A UNFICYP é a força das Nações Unidas encarregada de manter a paz em Chipre (UNFICYP significa United Nations Peacekeeping Force in Cyprus). Foi criada em 1964. Chipre foi palco de violentos confrontos entre as comunidades greco-cipriota e turco-cipriota.

Pela resolução 186 (de 1964), o Conselho de segurança das Nações Unidas entendeu dever "prevenir toda a retoma de combates e, segundo convier, contribuir para a manutenção e restabelecimento da ordem pública até ao retorno à situação normal".

Após a intervenção militar turca no verão de 1974, a chamada Operação Átila, o Conselho de Segurança alargou o mandato da UNFICYP e estabeleceu uma zona tampão desmilitarizada, a Linha Verde, controlada pela UNFICYP.