17 de Abril, 2014 - 09:25 ( Brasília )

Geopolítica

FAB reforça missão de busca na Amazônia

Um avião P-95 Bandeirante Patrulha faz parte agora da busca aérea à aeronave desaparecida no Pará desde o dia 18 de março

Um avião P-95 Bandeirante Patrulha da Força Aérea Brasileira faz parte agora da busca aérea à aeronave Baron 58, matrícula PR-LMN, que desapareceu no dia 18 de março quando voava de Itaituba (PA) para Jacareacanga (PA). Desde o comunicado do desaparecimento do Baron, que estava com cinco pessoas a bordo, mais de 24.832 quilômetros quadrados já foram cobertos.

O P-95 se juntou às buscas no último sábado (13/4). “Com mais uma aeronave, vamos poder ampliar a área de buscas”, explica o Tenente Danilo Alves, do SALVAERO Manaus, órgão que coordena as buscas.

Até agora, um helicóptero H-60 Blackhawk e aviões SC-105 Amazonas e P-3 Orion da FAB voaram 203 horas na missão. Agora, cada voo do P-95 poderá chegar a até 7 horas e 30 minutos de duração.

O desafio tem sido as chuvas na região, que dificultam as buscas. "Chove bastante e estamos na época das cheias", explica o Capitão Michelson Assis, um dos pilotos do helicóptero H-60 Blackhawk. "É uma mata bem fechada, bem densa e às vezes dificulta enxergar o solo.

Uma aeronave de pequeno porte pode se esconder sob a copa das árvores", completa. Com a cheia no rio Tapajós, abaixo das árvores o alagamento é de aproximadamente cinco metros, também suficiente para esconder possíveis destroços.