16 de Abril, 2014 - 12:25 ( Brasília )

Geopolítica

Jordânia destrói blindados que entravam no país pela Síria

Nas últimas semanas foram registrados confrontos entre guardas de fronteira e homens armados que tentavam entrar na Jordânia e que terminaram sendo detidos

Aviões militares jordanianos destruíram nesta quarta-feira vários blindados que tentavam entrar no país a partir da Síria, anunciou o exército em um comunicado.

"Aviões de combate das forças armadas reais destruíram hoje vários veículos blindados que tentavam entrar na Jordânia a partir da Síria", afirma a nota.

Pouco depois, as autoridades sírias negaram a informação, declarando que os veículos militares bombardeados não são do exército sírio.

"Nenhum veículo militar, nem blindado do exército árabe sírio fez movimentos em direção à fronteira jordaniana", afirmou uma fonte militar citada pela televisão oficial.

Os blindados destruídos pela aviação jordaniana "não pertencem ao exército sírio", acrescentou.

Nas últimas semanas foram registrados confrontos entre guardas de fronteira e homens armados que tentavam entrar na Jordânia e que terminaram sendo detidos.

O governo sírio acusou em várias ocasiões as autoridades jordanianas de apoiar os rebeldes que lutam contra o regime do presidente Bashar al-Assad, mas Amã nega e diz ter reforçado o controle na fronteira.

Por outro lado, o reino afirma ter detido dezenas de pessoas que tentavam se unir aos rebeldes na Síria.

Um tribunal jordaniano condenou na terça-feira a cinco anos de prisão três sírios acusados de tentar levar à Síria 36 detonadores teleguiados que eram destinados aos rebeldes, informou uma fonte judicial.

A guerra na Síria deixou mais de 150.000 mortos e obrigou milhares de pessoas a fugir. A Jordânia acolhe em seu território mais de 500.000 sírios.

Em meados de março, o Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR) afirmou que 600 sírios cruzam todos os dias a fronteira jordaniana.