28 de Março, 2014 - 11:30 ( Brasília )

Geopolítica

Putin ordena entregar armas da Crimeia à Ucrânia


O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou ao ministro da Defesa, Serguei Shoigu, começar a transferir para a Ucrânia as armas e equipamentos militares armazenadas na Crimeia e nas unidades militares que não passaram para o lado russo.

Shoigu declarou, por sua vez, que a retirada ordenada das unidades do exército ucraniano da Crimeia, que decidiram continuar o seu serviço nas Forças Armadas da Ucrânia, foi concluída.

"Está terminada a mudança de símbolos nacionais em todos os veículos e em todas as divisões que passaram para o lado do exército russo. Não foram registrados atos de profanação ou desrespeito em relação aos símbolos nacionais da Ucrânia", disse o ministro.

Rússia começa processo de denúncia dos acordos com a Ucrânia

O presidente russo, Vladimir Putin, fez uma proposta à Duma Estatal sobre a rescisão de uma série de acordos russo-ucranianos, incluindo o estatuto e as condições da permanência da Frota do Mar Negro, afirma o site do Kremlin.

O secretário de imprensa do presidente, Dmitri Peskov, explicou que se trata, em particular, do acordo sobre a colocação da Frota do Mar Negro na Ucrânia, assinado em Carcóvia, em 21 de abril de 2010.

O documento estipulou uma prorrogação de permanência da frota em uma base de Sevastopol após 2017. Em troca, Kiev recebeu um desconto no gás de $100 por mil metros cúbicos, que foi fornecido por zerar impostos sobre as exportações de gás, ou seja, por conta do orçamento russo.

Texto/tradução: Voz da Rússia