16 de Junho, 2011 - 10:29 ( Brasília )

Geopolítica

Rússia e China não querem interferências no mundo árabe


Rússia e China são contrários a interferências estrangeiras nos distúrbios no mundo árabe, afirmaram nesta quinta-feira os presidentes dos dois países, que são pressionados pelas potências ocidentais para exercer maior pressão sobre o regime sírio.

"As duas partes acreditam que a busca de soluções para a situação nos países do Oriente Médio e norte da África deve acontecer no campo legal e por meios políticos", afirma um comunicado assinado pelos presidentes Dmitri Medvedev e Hu Jintao.

"Forças externas não devem interferir nos processos internos dos países da região", completa o texto.

Moscou já manifestou oposição a que o Conselho de Segurança da ONU adote qualquer resolução sobre a Síria, em uma postura que se distancia da posição ocidental ante a repressão neste país.