21 de Março, 2014 - 16:30 ( Brasília )

Geopolítica

França suspende parte de sua cooperação militar com a Rússia

Um exercício militar envolvendo os dois países, previsto para abril, foi cancelado

A França suspendeu a maior parte de suas atividades de cooperação militar com a Rússia, especialmente o intercâmbio de visitas e exercícios conjuntos, indicou nesta sexta-feira o ministro da Defesa, Jean-Yves Le Drian.

"A França suspendeu a maior parte de suas atividades de cooperação militar com a Rússia", afirmou o ministro, em visita a Tallin, Estônia, dentro de um rápido giro pelos países bálticos e a Polônia, no contexto da crise ucraniana.

Segundo fontes ligadas ao ministro, os contatos entre os dois Estados-Maiores da França e da Rússia foram cancelados.

Um exercício militar entre os Estados Unidos, Grã-Bretanha, França e Rússia, previsto para abril, também foi cancelado, segundo a mesma fonte.

Premiê ucraniano pede à UE sanções econômicas contra a Rússia

O primeiro-ministro ucraniano Arseni Yatseniuk pediu nesta sexta-feira à União Europeia (UE) que imponha sanções econômicas para frear as ambições da Rússia depois da incorporação da Crimeia.

"A melhor maneira de conter a Rússia é impor uma verdadeira pressão econômica", declarou Yatseniuk ante os jornalistas reunidos em Bruxelas, ao ser indagado se a "Rússia decidiu impor uma nova ordem mundial".

"Todos temos de pagar o preço, pela paz, pela estabilidade, pela segurança e pelos valores", acrescentou o chefe de governo ucraniano depois da assinatura dos capítulos políticos de um acordo de associação com a UE.

A Ucrânia se aproximou um pouco mais da União Europeia com a assinatura de um acordo de associação nesta sexta-feira, um dia após europeus e americanos aumentarem a lista de sancionados pela anexação da Crimeia à Rússia.