21 de Novembro, 2013 - 11:44 ( Brasília )

Geopolítica

Afeganistão terá até 15 mil soldados estrangeiros após 2014


Entre 10 mil e 15 mil soldados estrangeiros poderiam permanecer no Afeganistão após a retirada das tropas da Otan no fim de 2014 e a assinatura de um acordo bilateral de segurança com os Estados Unidos, anunciou o presidente afegão, Hamid Karzai.

"Se (o acordo) for assinado, entre 10 mil e 15 mil soldados (estrangeiros) permanecerão. Quando digo 'soldados' não falo apenas de americanos, mas também de tropas procedentes de outros países da Otan, como Turquia ou outros países muçulmanos", declarou Karzai.

O presidente afegão considerou ainda que o acordo poderia levar "estabilidade" ao país, que enfrenta a insurreição dos talibãs. "Este acordo pode nos oferecer um período de transição para alcançar a estabilidade nos próximos 10 anos", disse.

Karzai fez as declarações diante de 2,5 mil delegados ao inaugurar a Loya Jirga, assembleia tradicional afegã, reunida em Cabul para discutir o projeto de acordo bilateral de segurança negociado há vários meses com os Estados Unidos.

O tratado bilateral de segurança deve definir a modalidade de uma presença militar americana no Afeganistão quando acabar a missão de combate da Otan, em 2014.

Se a Loya Jirga aprovar, o acordo será transmitido ao Parlamento, antes da eventual promulgação por Karzai.