01 de Novembro, 2013 - 12:05 ( Brasília )

Geopolítica

Representantes da Fepam e da KMW se reúnem e programam reuniões periódicas

Encontros entre órgão ambiental e empresa que pretende construir fábrica em Santa Maria visam assegurar licenciamento para obras

Juliana Gelatti

Na tarde desta quinta-feira, ocorreu uma reunião entre a direção da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) e representantes da KMW, empresa alemã que tem sede em Santa Maria e está em processo de licenciamento ambiental para construção de fábrica.

Até a última quarta-feira, a reunião ainda não tinha data para ocorrer. No encontro realizado nesta quinta-feira, ficou acordado que a Fepam e a KMW devem marcar reuniões técnicas para garantir a continuidade do processo de licenciamento, de acordo com comunicado enviado pela Fepam à imprensa.

A licença prévia (LP) foi dada pela Fepam à KMW no fim da tarde da última sexta-feira, sendo que o pedido de licenciamento data de agosto de 2012. O próximo passo é a obtenção da licença de instalação (LI), que permite o começo da construção dos prédios da empresa. As condições e requisitos para a LI constam no documento da LP.

Ainda segundo o comunicado da Fepam, a viabilização dos investimentos da KMW "é uma das prioridades estabelecidas pelo Sistema de Investimentos do Estado e a Fepam considera o processo tecnicamente simples".

Na última sexta-feira, o Diário de Santa Maria publicou reportagem sobre a ida do gerente da KMW do Brasil, Christian Böge à Alemanha. Böge foi chamado para reuniões em que seriam reavaliados os planos de investimentos da empresa em Santa Maria a longo prazo. O planejamento inicial da KMW é construir uma oficina (que está em processo de licenciamento) para fazer a manutenção de blindados do Exército Brasileiro.

Futuramente a empresa ainda pretende implantar uma indústria capaz de fabricar blindados para atender os mercados na América do Sul e na Ásia — estes planos é que seriam avaliados.