03 de Junho, 2011 - 10:48 ( Brasília )

Geopolítica

Rússia: sobe para 30 mil nº de evacuados após incêndio em Arsenal Militar; 2 morrem


Um incêndio e uma posterior série de explosões em um arsenal militar na república russa da Udmúrtia provocaram a morte de pelo menos duas pessoas e fizeram com que cerca de 30 mil moradores da região tivessem que deixar seus lares, informou o Ministério de Defesa da Rússia.

"Um homem, supostamente de 75 anos, que estava perto do local onde aconteceram as explosões morreu por ataque cardíaco", disse o ministro da Saúde de Udmúrtia, Vladimir Muzlov. A outra vítima, uma mulher de 70 anos, morreu por infarto agudo de miocárdio "provocado pelo medo", acrescentou.

As autoridades locais informaram também que 18 pessoas foram hospitalizadas, entre elas 11 por estresse, e as demais sete por ferimentos leves. Além disso, funcionários do governo local relataram que houve diminuição da intensidade das explosões no arsenal.

"Os fragmentos dos projéteis que explodem por causa de fogo não caem fora de perímetro do território do arsenal", declarou à agência Interfax o coronel Igor Konashenkov, porta-voz do Ministério da Defesa.

Já segundo um comunicado do departamento local do Ministério da Rússia para Situações de Emergência, "a intensidade do fogo diminuiu", e o incêndio no arsenal não representa uma ameaça para Izhevsk, capital da Udmúrtia e que fica a 1.200 km de Moscou, nem para outras cidades próximas ao local do acidente.

Fontes policiais citadas pela agência "Interfax" indicaram a possibilidade de que o incêndio no arsenal tenha sido provocado por uma ponta de cigarro.

O acidente provocou também o fechamento da rodovia federal que liga Izhevsk à capital russa. Segundo a polícia, especialistas do Ministério da Defesa estimam que as explosões no arsenal vão continuar por mais dois dias. O Ministério informou que no arsenal eram armazenados foguetes sem carga explosiva, por isso o incêndio não representa perigo para a população.

O fogo de hoje é o segundo em um arsenal militar russo nos últimos oito dias: em 26 de maio um acidente similar, que também forçou a evacuação de milhares de pessoas, aconteceu em Bashkiria, outra república na região central da Rússia.