01 de Junho, 2011 - 09:26 ( Brasília )

Geopolítica

Oriente Médio - Aniversário da conquista de Jerusalém Oriental mobiliza polícia


Mais de 3 mil membros das forças de segurança israelenses foram mobilizados nesta quarta-feira em Jerusalém por ocasião do 44º aniversário da conquista e anexação da parte oriental desta cidade por Israel.

"Mobilizamos reforço da polícia, guarda fronteiriça e voluntários da guarda civil na parte oriental da cidade e ao redor da Cidade Antigapara garantir a ordem pública durante as cerimônias", justificou Micky Rosenfield à AFP.

De acordo com uma estimativa da polícia, cerca de 30 mil israelenses vão desfilar nesta tarde partindo do bairro árabe de Sheikh Jarah até o Muro das Lamentações na Cidade Velha de Jerusalém, um dos lugares mais sagrados do judaísmo.

Há meses Sheikh Jarah é palco de manifestações de palestinos e israelenses que se opõem à colonização após a expulsão de famílias palestinas em favor de colonos judeus.

Pela manhã, uma centena de membros do Fiéis do Monte do Templo, um pequeno grupo judeu extremista, foi autorizado a desfilar de Sheikh Jarah até o Muro das Lamentações. A polícia não autorizou, no entanto, que eles sigam até o Monte do Templo, onde está localizada a esplanada das mesquitas, o terceiro lugar mais santo do islamismo.

Israel considera a Cidade Sagrada como sua capital "eterna e indivisível". A anexação nunca foi reconhecida pela comunidade internacional. Os palestinos, por sua vez, querem fazer do setor oriental a capital do Estado ao qual aspiram.

Desde 1967 Israel construiu uma dezena de bairros para colonos na parte oriental, onde vivem mais de 200 mil israelenses.