25 de Maio, 2011 - 10:12 ( Brasília )

Geopolítica

Rússia afirma que G8 não deve pressionar governos árabes


A Rússia não permitirá que o G8 discuta na cúpula de Deauville, na França, "medidas de pressão e sanções" contra os regimes do mundo árabe, acusados de reprimir violentamente os movimentos de protesto, informou o Kremlin em comunicado divulgado nesta quarta-feira.

"O G8 não deve se transformar em um órgão que proponha esse tipo de medidas", considerou na nota a Presidência russa, às vésperas do início da reunião do grupo.

"A Rússia continuará com suas relações bilaterais mutuamente vantajosas com os países do Oriente Médio e Norte da África que atravessam dificuldades políticas, econômicas e humanitárias", salientou o Governo.

Moscou intensificou as críticas contra a dura posição adotada pelos Estados do Ocidente, que acusam os regimes do mundo árabe, em particular a Síria, de reprimir os movimentos populares que lutam por mudanças democráticas.

A Rússia se opôs ainda às discussões na ONU sobre uma resolução contra o regime sírio. Moscou acusa também a coalizão que bombardeia a Líbia de violar a resolução da ONU que autoriza o uso da força para proteger civis e interditar o espaço aéreo do país.