24 de Maio, 2011 - 10:45 ( Brasília )

Geopolítica

Emboscada da guerrilha maoísta mata nove policiais na Índia


Nove policiais morreram em uma emboscada produzida pela guerrilha maoísta em uma área de florestas no leste da Índia, informaram porta-vozes oficiais nesta terça-feira.

Citadas pela agência oficial PTI, as fontes detalharam que o incidente aconteceu nesta segunda-feira quando um destacamento de dez policiais se deslocou à fronteira entre os estados de Chhattisgarh e Orissa, após receber informações indicando que um grupo insurgente atuava na área.

As fontes precisaram que, quando os policiais retornavam da missão, seu veículo foi atingido por uma mina colocada no caminho pelos insurgentes. Dos dez agentes, nove morreram e um tem paradeiro desconhecido.

A guerrilha maoísta tem suas fortificações no chamado "cinto vermelho" da Índia, uma faixa de território no centro e no leste do país, onde conta com campos de treinamento e busca o apoio do campesinato para levar a cabo uma revolução agrária.

A guerrilha maoísta foi declarada a principal ameaça para a segurança interna da Índia pelo atual primeiro-ministro do país, Manmohan Singh, cujo governo precisou no começo do ano em 1.169 o número de vítimas fatais registradas em 2010 nos enfrentamentos armados entre as forças de segurança e os insurgentes.