27 de Maio, 2013 - 11:26 ( Brasília )

Geopolítica

Dilma defende cooperação não opressiva com a África


A presidenta Dilma Rousseff defendeu nesta sexta-feira (24), em Adis Abeba, após encontro bilateral com o primeiro-ministro da Etiópia, Hailemariam Desalegn, uma cooperação não opressiva com a África, baseada em vantagens mútuas e valores compartilhados.

“O Brasil quer não só estabelecer relações comerciais, investir aqui, vender para o país, mas o Brasil quer também uma cooperação no padrão Sul-Sul. O que é o padrão Sul-Sul de cooperação? É uma cooperação que não seja opressiva, que seja baseada em vantagens mútuas e valores compartilhados, basicamente isso”, afirmou a presidenta.

Dilma Rousseff destacou a participação do Brasil como representante da América Latina na reunião da União Africana. Neste sábado (25), Dilma participará do Jubileu de Ouro da União Africana e discursará durante o evento.

“Eu vou falar para vocês que eu acho uma deferência o Brasil ter sido convidado para falar em nome da nossa região nesse Jubileu de Ouro. E eu acho que reflete o fato e o reconhecimento da importância que o Brasil atribui à África. Eu estive há pouco com o presidente Hailemariam Desalegn e isso fica claro também nas relações bilaterais entre o Brasil e a Etiópia. Por quê? Porque o Brasil quer não só estabelecer relações comerciais, investir aqui, vender para o país, mas o Brasil quer também uma cooperação no padrão Sul-Sul. O que é o padrão Sul-Sul de cooperação? É uma cooperação que não seja opressiva, que seja baseada em vantagens mútuas e valores compartilhados. Basicamente isso.”, disse.

Fonte: Blog do Planalto