02 de Maio, 2013 - 10:01 ( Brasília )

Geopolítica

Abril foi o mês mais violento no Iraque desde junho de 2008


Abril foi o mês mais violento no Iraque desde junho de 2008 com um balanço de mais de 700 mortos, anunciou a ONU em Bagdá. "O balanço a violência e dos atos terroristas chega a 712 mortos e 1.633 feridos", afirma um comunicado da missão da ONU no Iraque.

"Bagdá foi a mais afetada pela onda de violência com 211 mortos e 486 feridos entre os civis, seguida por Diyala, Salahedín, Kirkuk, Nínive e Al Anbar", afirma o comunicado da ONU. A AFP, com base em fontes médicas e das forças de segurança, elaborou um balanço de 460 mortos em abril.

O Iraque sofre desde 23 de abril com uma onda de violência que matou mais de 240 pessoas. Os distúrbios começaram com o ataque das forças oficiais contra manifestantes sunitas que protestavam contra o primeiro-ministro xiita Nuri al-Maliki. O incidente foi seguido de ataques em represália contra as forças de segurança.

A violência provoca temores de um outro conflito religioso, como o que abalou o país em 2006-2007.