28 de Março, 2013 - 08:41 ( Brasília )

Geopolítica

EUA usam bombardeiro B-2 em treinamento na península coreana


Os Estados Unidos conduziram nesta quinta-feira pela primeira vez um treinamento militar sobre a península coreana utilizando bombardeiros B-2, jatos da Força Aérea com capacidade nuclear, informou o Comando das Forças Combinadas (CFC) - unidade das Forças Armadas americanas situada na Coreia do Sul, segundo informações da agência sul-coreana Yonhap.

O Comando Estratégico dos Estados Unidos enviou dois jatos para uma “missão de treinamento de longa duração” da base da Força Aérea Whiteman, no Missouri (EUA), até a Coreia do Sul, em uma demonstração da capacidade de defesa sul-coreana e dos aliados americanos na região da Ásia-Pacífico, de acordo com um comunicado.

O treinamento fez parte do exercício militar chamado Foal Eagle, que teve início neste mês e deve se estender até o fim de abril. A missão de treinamento com os bombardeiros B-2 envolveu o disparo de munições inativas e o retorno para sua base em território americano, em um voo contínuo abrangendo mais de 10,4 mil quilômetros.

“Os Estados Unidos são firmes em seu compromisso de aliança com a defesa da Coreia do Sul, para dissuadir a agressão e para garantir a paz e estabilidade na região”, afirmou o CFC em nota. “O bombardeiro B-2 é um importante elemento da capacidade dos Estados Unidos” para esse fim na região, acrescenta a nota.

O uso da aeronave seria um alerta para a Coreia do Norte, que tem ameaçado lançar um ataque nuclear preventivo contra alvos dos Estados Unidos e da vizinha Coreia do Sul. O B-2, que foi utilizado pela primeira vez em 1999, no conflito de Kosovo, é um dos bombardeiros mais modernos do Pentágono.