20 de Março, 2013 - 09:36 ( Brasília )

Geopolítica

Obama chega a Israel e diz que laços com país são inquebráveis


O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou nesta quarta-feira no aeroporto de Ben Gurion, perto de Tel Aviv, em sua primeira visita a Israel como chefe de Estado. O avião presidencial Air Force One pousou às 12h15 (7h15 de Brasília) no aeroporto Ben Gurion de Tel Aviv. 

Obama foi recebido ao pé da escada do avião presidencial pelo primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e o presidente do país, Shimon Peres. Após a execução dos hinos dos EUA e de Israel, Obama passou revista, acompanhado do presidente israelense, por uma guarda de honra formada por forças de terra, mar e ar.

Obama afirmou que o comprometimento dos Estados Unidos com a segurança do Estado judeu é sólido como uma rocha. "Vejo esta visita como uma oportunidade de reafirmar os laços inquebráveis entre as nossas nações, para reafirmar o comprometimento inabalável da América com a segurança de Israel e para falar diretamente ao povo de Israel e a seus vizinhos", disse Obama numa cerimônia de recepção no aeroporto de Tel Aviv. "Tenho confiança em declarar que nossa aliança é eterna, é para sempre", acrescentou.

No aeroporto, coberto com dezenas de bandeiras de ambos os países, todos os membros do novo governo israelense e os máximos representantes das instituições do país esperaram Obama, além de outras 250 personalidades convidadas e cerca de 300 jornalistas. No local, Obama terá oportunidade de ver de perto uma das baterias da Cúpula de Ferro, o sistema antimísseis subvencionado por Washington, transferida ao local para a ocasião.

Obama deve viajar para Jerusalém em um helicóptero para assistir a uma recepção na residência de Peres, com quem plantará uma árvore e escutará um grupo de crianças cantarem boas-vindas em hebraico, árabe e inglês.

Obama passará dois dias e meio em Israel, com dois breves deslocamentos ao território palestino ocupado da Cisjordânia, para Ramallah, para se reunir com o presidente palestino Mahmoud Abbas e o primeiro-ministro Salam Fayyad, e para Belém para visitar a basílica que marca o nascimento de Jesus.

Durante a viagem, batizada por Israel como "Aliança Irrompível", Obama se reunirá por três ocasiões com Netanyahu e pronunciará um discurso perante 600 estudantes em um grande centro de convenções de Jerusalém. Entre os principais temas na agenda das conversas de Obama figuram o programa nuclear iraniano, o conflito armado na Síria e os caminhos para relançar o estagnado processo de paz no Oriente Médio.

 

Com informações das agências Reuters e AFP