17 de Maio, 2011 - 11:11 ( Brasília )

Geopolítica

Oriente Médio - Casa Branca acusa Síria de incitar conflitos em fronteira israelense


A Casa Branca acusou nesta segunda-feira a Síria de incitar os confrontos registrados neste fim de semana entre palestinos e as forças israelenses na fronteira e considerou que se trata de "um comportamento inaceitável".

Em declarações dadas no avião Air Force One, onde acompanha o presidente Barack Obama em uma visita a Memphis, o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, declarou que o Governo dos Estados Unidos lamenta a perda de vidas, mas destacou que Israel tem direito de se defender.

Após fazer um pedido de paz para todas as partes envolvidas, Carney disse que Israel "tem o direito a impedir o cruzamento não autorizado de suas fronteiras".

O porta-voz criticou duramente o Governo sírio, o qual acusou de incitar à violência para distrair a dura repressão que realiza contra as manifestações vividas em seu próprio território para exigir mudanças democráticas, onde morreram dezenas de pessoas.

"Nós nos opomos firmemente ao envolvimento do Governo sírio na incitação aos protestos deste domingo nas Colinas do Golã", declarou o Carney.

"Essa conduta é inaceitável e desvia a atenção da repressão do governo da Síria contra os manifestantes em seu próprio país", condenou.

As declarações foram dadas depois que as manifestações palestinas rumo às fronteiras com Israel para comemorar o Dia da Nakba (Catástrofe) acarretassem em sangrentos confrontos com as forças israelenses.

Dez pessoas morreram no domingo e 112 ficaram feridas na localidade meridional libanesa de Maroun al-Ras quando soldados israelenses tentaram impedir a tiros que milhares de manifestantes se aproximassem da fronteira.