12 de Março, 2013 - 11:16 ( Brasília )

Geopolítica

EUA manterão navios nucleares na Coreia do Sul, diz jornal


Navios americanos equipados com armas atômicas permanecerão em águas da Coreia do Sul para garantir a segurança do seu aliado perante as recentes ameaças da Coreia do Norte, informou nesta terça-feira o jornal sul-coreano Joongang.

Uma vez finalizados os exercícios militares conjuntos em curso entre Coreia do Sul e EUA, os dois países manterão por algum tempo as armas nucleares nas cercanias do litoral sul-coreano "enquanto observam o que acontece com a Coreia do Norte", revelou ao periódico uma autoridade de Seul.

"Necessitamos contar com uma arma nuclear na península coreana", assegurou a fonte, após explicar que, caso contrário, a resposta a um eventual ataque atômico da Coreia do Norte seria dada a partir das distantes ilhas de Okinawa, no Japão, e Guam, onde os EUA estacionam seus navios com armamento nuclear.

O regime norte-coreano de Kim Jong-un assegurou nesta terça-feira que Coreia do Sul e EUA enfrentarão "consequências catastróficas" por seus exercícios militares anuais batizados de "Key Resolve", iniciado ontem, e "Foal Eagle", que começou no último dia 1º.

Trata-se de um novo capítulo na dura ofensiva verbal iniciada na semana passada pela Coreia do Norte, que ameaçou seus "inimigos" com um ataque nuclear preventivo e ontem declarou nulo o cessar-fogo pactuado há seis décadas com a Coreia do Sul, enquanto assegura que suas tropas estão preparadas para a guerra.

Os EUA mantêm na Coreia do Sul 28.500 efetivos como herança da Guerra da Coreia (1950-53), finalizada com um cessar-fogo redigido para ser substituído por um tratado de paz definitivo, algo que até hoje não ocorreu.