COBERTURA ESPECIAL - F-X2 - Aviação

31 de Janeiro, 2012 - 11:36 ( Brasília )

Dassault vence na Índia


NEW DELHI, O caça Rafale  da- Dassault Aviation teve o menor preço frente  ao   Eurofighter Typhoon apresentado pelo consórcio EADS, e é a empresa que está em  negociações diretas e preferenciais com o Ministério da Defesa da Índia  para o fornecimento de 126aeronaves informaram fontes do governo nesta terça-feira.

"A francesa Dassault ofereceu o menor preço  e  futuras negociações começarão terão seguimento antes da assinatura formal do acordo, informam fontes do governo.

O acordo sera uma benção para a Dassault, que tem lutado para achar um cliente estrangeiro para o seu caça multimissão ( multi-role) Rafale, considerado um dos melhores caças do mundo mas também um dos mais caros.

As ações da empresa Dassault dispararam  21% na Bolsa de Pris efeito quye deverá acontecer com os outros membros do consórcio Thales e SNECMA.

O ministro da Defesa  da Índia A.K. Antony afirmou nesta mesma terça-feira que nenhum acordo seria assinado antes de Março.

 "É um longo processo. O dossiê veio à minha mesa," afirmou Antony, completando que o ministro das Finanças e o Gabinete em uma reunião liderada pelo Primeiro ministro terão que ser favoráveis ao acordo.

Fonte do ministério da defesa afirmou que  o custo de aquisição , incluindo treinamento e manutenção alcançaria U$15 bilhões, valor acima da estimativa anterior de cerca de  U$11 bilhões.

A fonte informou que o Rafale seria o preferido  devido ao menor custo e a familiaridade da Força Aérea da Índia com aeronaves francesas, como a família Mirage.

"Em custo por avião a proposta dos franceses é muito mais baixa que a do  Eurofighter. Por isso e mais que a  Indian Air Force (IAF), que já opera aviões franceses está favorecendo os franceses," afirmou uma fonte do ministério da defesa.

Em 2011,a  Dassault venceu um  contrato de  U$1,4 bilhões para modernizar a frota de Mirage 2000 da Índia.

Em  Dezembro o ministro da defesa da França Gerard Longuet alertou a Dassault que a produção do caça seria interrompida em 2021 se não fosse obtida nenhuma ordem de exportação.

Um acordo  vem sendo construído com os Emirados Árabes Unidos  desde 2008 para a venda de  60 caça, mas que teve um impacto, quando o príncipe Sheikh Mohamed bin Zayed declarou que a proposta da  Dassault tina condições que a tornavam "uncompetitive and unworkable".



Outras coberturas especiais


Nuclear

Nuclear

Última atualização 24 NOV, 12:30

MAIS LIDAS

F-X2