COBERTURA ESPECIAL - F-X2 - Aviação

17 de Outubro, 2011 - 09:37 ( Brasília )

França anuncia negociação com Emirados para venda do Rafale


A França anunciou nesta segunda-feira que está na etapa de negociação final com os Emirados Árabes Unidos para a venda de aviões de combate Rafale, informou o ministro francês da Defesa, Gérard Longuet, que considerou muito grande a possibilidade de assinatura de um contrato.

"É um negócio considerável para este país. Quando se equipa uma frota aérea é por 40 anos e, portanto, o comprador apresenta certas condições e é normal. Está claro que o industrial defende seus interesses", declarou Longuet.

França e Emiratos Árabes Unidos negociam desde 2008 a venda de 60 exemplares do caça francês Rafale, principal modelo do construtor aeronáutico Dassault Aviation, que está a serviço das Forças Armadas francesas, mas que nunca foi vendido ao exterior.

As Forças Armadas francesas utilizaram o Rafale nas operações aéreas na Líbia.

O anúncio de Longuet foi feito na véspera de uma reunião em Paris com o ministro brasileiro da Defesa, Celso Amorim, que no mesmo dia se encontrará com o ministro francês das Relações Exteriores, Alain Juppé, e na quarta-feira com o presidente francês Nicolas Sarkozy.

Em 2009, durante uma visita oficial ao Brasil, Sarkozy anunciou que venderia 36 aviões de combate Rafale ao Brasil. Mas as negociações foram interrompidas ao fim da presidência de Luiz Inácio Lula da Silva e com a chegada ao poder de Dilma Rousseff.

Em julho, o antecessor de Amorim, Nelson Jobim, afirmou na França que uma decisão sobre a eventual compra do Rafale havia sido adiada para o início de 2012.

Na semana passada, a Rafale International anunciou que apresentou uma proposta de associação tecnológica a empresas e universidades do Rio de Janeiro caso o Brasil opte pelo Rafale.



Outras coberturas especiais


Guerra Hibrida Brasil

Guerra Hibrida Brasil

Última atualização 24 SET, 20:30

MAIS LIDAS

F-X2