COBERTURA ESPECIAL - F-X2 - Aviação

15 de Agosto, 2011 - 16:20 ( Brasília )

Boeing demonstra simulador do F-18 Super Hornet no Congresso Nacional

No dia 18 de agosto, Audiência Pública discutirá oferta do Super Hornet à Força Aérea Brasileira

Brasília, 15 de agosto de 2011 – A Boeing anunciou hoje que sua divisão de Defesa instalará na Chapelaria do Congresso Nacional, a partir da tarde de terça-feira, 16 de agosto, um simulador de voo que demonstrará o conjunto de capacidades do F/A-18E/F Super Hornet Block II. A atração estará disponível até a sexta-feira, dia 19. O público brasileiro poderá voar no simulador e conferir os avanços tecnológicos a bordo do caça.

A Boeing também participará de uma audiência pública, no dia 18 de agosto, organizada pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado para discutir as capacidades do Super Hornet e como ele atende às demandas da Força Aérea Brasileira, assim como transferência de tecnologia e parceria industrial.

“Estamos à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas dos senadores brasileiros sobre a proposta do Boeing Super Hornet para o Programa F-X2 que reequipará a frota de aviões de caça da Força Aérea Brasileira”, afirma Joe McAndrew, vice-presidente da Boeing para Desenvolvimento de Negócios Internacionais na Europa, Israel e Américas. “Além de ajudar o Brasil a atingir domínio aéreo, a Boeing pode ainda ser parceira estratégica em diversas áreas, como educação, biocombustíveis, satélites, sistemas não-tripulados (VANTs), redes centralizadas e proteção de infraestruturas críticas”, acrescenta McAndrew.

O simulador compreende as naceles dianteira e traseira, o que permite a demonstração das capacidades da versão monoplace do Super Hornet (F/A-18E), bem como da versão biplace (F/A-18F). A tela de projeção de 180°oferece uma realidade virtual de cidades, florestas, estradas e prédios, além de aeronaves inimigas. O sistema de simulação é capaz de demonstrar combates aéreos, ataques contra alvos de superfície, navegação e operação dos sistemas de missão da aeronave. Aos operadores, o simulador possibilita ainda pouso e decolagem em pistas convencionais e até de um porta-aviões.

O Super Hornet é um caça de ataque que, atualmente, está em serviço na Marinha dos Estados Unidos e na Real Força Aérea Australiana – é um dos concorrentes ao programa brasileiro F-X2. O Super Hornet oferecerá ao Brasil uma combinação de preço e capacidades, com tecnologias avançadas, alta disponibilidade operacional, baixo custos de ciclo de vida, reduzidos riscos de programa, disponibilidade de produção, benefícios industriais e transferência de tecnologia.

Uma unidade da Boeing Company, a Boeing Defense, Space & Securityé a maior e mais versátil fabricante de aeronaves militares, sendo um dos maiores negócios especializados em inovação voltados para o segmento espacial, segurança e defesa. Dedica-se a prover soluções e capacidades de acordo com as necessidades de seus clientes. Sediada em Saint Louis, no estado americano do Missouri (EUA), a Boeing Integrated Defense Systems tem negócios avaliados em US$ 32 bilhões e conta com 64 mil funcionários distribuídos por todo o mundo.

Siga-nos no Twitter: @BoeingDefense.


 

DefesaNet

Simulando o F/A-18F com Piloto da Guerra do Golfo na LAAD 2011 Link

F-X2 - Foi aberta a temporada 2011-2012. Será a última? Link

 



Outras coberturas especiais


UNODC

UNODC

Última atualização 17 NOV, 12:30

MAIS LIDAS

F-X2