COBERTURA ESPECIAL - F-X2 - Aviação

15 de Julho, 2011 - 18:32 ( Brasília )

Boeing EA-18G Growler Completa Primeiro Deslocamento de Combate

Outros dois esquadrões de aviões EA-18G encontram-se destacados Growlers estão operando desde porta-aviões e bases terrestres

St. Louis, 15 de julho de 2011 Aviões Boeing [NYSE: BA] EA-18G Growler operados pelo esquadrão de ataque eletrônico VAQ-132, da Marinha dos Estados Unidos, regressaram a sua sede na Naval Air Station Whidbey Island (Washington – EUA) em 9 de julho após concluírem com sucesso um destacamento de oito meses que incluiu operações de combate nas áreas de responsabilidade do Comando Central dos Estados Unidos (CENTCOM) e Comando Africano dos Estados Unidos (AFRICOM).

Durante o período de destacamento, o pessoal e as aeronaves do VAQ-132 apoiaram as operações do CENTCOM no Iraque antes de rapidamente se deslocar para o AFRICOM a fim de realizar operações em apoio à OTAN na Líbia.

Outros aviões EA-18G encontram-se destacados junto ao esquadrão de ataque eletrônico VAQ-141 abordo do porta-aviões USS George H.W. Bush (CVN-77), registrando assim o primeiro destacamento embarcado dessa aeronave. O esquadrão VAQ-141 deverá executar missões de apoio como parte do Grupo Aéreo Embarcado Oito no Golfo Pérsico e Mediterrâneo.

Um terceiro esquadrão de ataque eletrônico, o VAQ-138, recentemente se deslocou para uma sede terrestre.

 “Dispor do Growler em nossa frota é uma realização empolgante para a Marinha dos Estados Unidos e para nosso país – dentro do prazo, dentro do orçamento e oferecendo o desempenho esperado. As informações que estamos recebendo do Esquadrão são de que os jovens tenentes e comandantes que voam aquela aeronave estão, tal como pensávamos, aproveitando as capacidades do Super Hornet Block 2 para tornar esse jato mais eficaz.”, disse o Capitão Mark Darrah, gerente do programa F/A-18 e EA-18G(PMA-265). “Estamos ansiosos em receber do Esquadrão mais informações e continuar desenvolvendo as capacidades da aeronave”.

“A Boeing está honrada em apoiar a Marinha dos Estados Unidos e o pessoal que opera e mantém o novo EA-18G Growler”, afirmou Kory Mathews, vice-presidente do programa F/A-18 e EA-18. “Ao nos juntarmos à Marinha nas comemorações dos 100 anos de aviação naval e seus sucessos, aquela arma continua registrando marcos que se destacarão por muitas décadas”.

O EA-18G é a única plataforma de combate que proporciona o leque completo de capacidades de um vetor aeroembarcado de e ataque eletrônico, bem como oferecendo as capacidades de ataque e autodefesa oriundos do principal caça da Marinha dos Estados Unidos, o F/A-18E/F Block II Super Hornet. Derivado da versão biplace F/A-18F Block II, a elevada flexibilidade do projeto EA-18G possibilita ao combatente a operação desde o convés de vôo de um porta-aviões ou de aeródromos terrestres. O Growler está substituindo a atual plataforma de ataque eletrônico aeroembarcado, o EA-6B Prowler, que está em serviço desde 1971. O EA-18G foi incorporado à frota de aviões da Marinha dos Estados Unidos em 2008, quando o esquadrão de treinamento VAQ-129 foi a primeira unidade aérea a receber esse avião.

A Boeing, desempenhando os papéis de integrador do sistema de armas e principal contrada, é líder da equipe industrial do programa EA-18G Growler, que conta ainda com as empresas Northrop Grumman, Raytheon e General Electric Aircraft Engines.

Uma unidade da Boeing Company, a Boeing Defense, Space & Securityé uma das maiores empresas do mundo no setor espacial, defesa e segurança, especializando-se em soluções inovadoras desenvolvidas sob medida para as necessidades dos seus clientes. É ainda a maior e mais versátil fabricante de aeronaves militares do mundo. Sediada em Saint Louis, nos Estados Unidos, a Boeing Defense, Space & Security é uma empresa com negócios que totalizam US$ 32 bilhões, empregando 65.000 funcionários em todo o mundo.

Nos acompanhe no Twitter: @BoeingDefense



Outras coberturas especiais


US

US

Última atualização 22 NOV, 10:40

MAIS LIDAS

F-X2