COBERTURA ESPECIAL - F-X2 - Aviação

11 de Janeiro, 2014 - 10:21 ( Brasília )

França investe 1 bilhão de euros para modernizar Rafale


O ministro da Defesa da França, Jean-Yves Le Drian, anunciou nesta sexta-feira (10) a assinatura de um contrato com a empresa Dassault Aviation no valor de 1 bilhão de euros (R$ 3,23 bilhões). A aeronave militar francesa ainda não conseguiu ter sucesso no mercado externo.

Depois do fracasso da assinatura de um contrato com o Brasil, que preferiu o sueco Gripen, o governo francês anunciou uma ajuda substancial para modernizar os caças Rafale que, até hoje, não foram vendidos para nenhum governo estrangeiro.

"Esse é um sinal claro da nossa vontade de investir no Rafale e em um setor estratégico como o da aeronáutica de combate. “[O objetivo] é manter o Rafale no melhor nível mundial”, disse Le Drian. O ministro da Defesa declarou ainda que o investimento na modernização da aeronave vai atender à demanda do mercado externo.

A atualização da aeronave militar vai equipá-la com o futuro míssil ar-ar europeu Meteor, considerado o mais avançado do mundo na categoria. O míssel  também integra os caças europeus Eurofighter e os caças suecos da Gripen. Com as inovações, a fabricante Dassault espera que o Rafale seja mais competitivo internacionalmente.

O investimento do governo francês também deve servir para reduzir o impacto da queda do ritmo de encomendas da Dassault. A empresa fornecia 11 caças Rafale por ano para as Forças Armadas francesas. Mas, com o novo orçamento, serão apenas 26 caças para os próximos seis anos.

A entrega dos primeiros Rafale de nova geração, conhecidos como "F3-R", está prevista para 2018. A primeira versão do caça foi lançada em 2004.



Outras coberturas especiais


Nuclear

Nuclear

Última atualização 20 SET, 16:30

MAIS LIDAS

F-X2