COBERTURA ESPECIAL - F-X2 - Aviação

27 de Maio, 2011 - 11:12 ( Brasília )

Dassault também mostra interesse na região do ABC


DCI - Diário Comércio Indústria

São Bernardo - A empresa francesa Dassault, outra interessada em participar da licitação FX-2 do governo federal na compra de 36 caças supersônicos para renovar a frota da Força Aérea Brasileira (FAB), apresentou nesta quarta-feira (25) para servidores municipais e universidades locais o projeto "Cidade Digital". Projeto desenvolvido para criação de aplicativos tecnológicos nos serviços públicos, educação infantil e também no planejamento urbano. A implantação do programa na cidade só ocorrerá se os franceses vencerem a disputa que tem como objetivo reequipar o setor de defesa aeronáutico nacional.


O anúncio ocorreu durante o seminário "As Oportunidades do Consórcio Rafale para São Bernardo, região do ABC e Brasil", realizado na Pinacoteca municipal e contou com a presença do prefeito Luiz Marinho (PT).

De acordo com o representante do consórcio francês no Brasil, Jean-Marc Merialdo, o projeto proposto visa desenvolver tecnologicamente São Bernardo em diversos setores. "É uma forma de poder encontrar soluções tanto para o planejamento urbano municipal como também para o trânsito local e regional. Acredito que esse programa pode vir a ser aplicado na área de educação e de habitação", disse. 

Já o secretário de Relações Internacionais de São Bernardo, Evandro de Lima (PT do B), ponderou que o "Cidade Digital" certamente pode contribuir para evitar o crescimento desordenado que ocorre muitas vezes nas cidades. "Será uma forma de digitalizar toda a planta da cidade. Caso ele venha a ser implantado em São Bernardo acredito que nossa cidade poderá ser ainda melhor planejada. De fato é um jeito de prevenir os problemas que possam acontecer no futuro."O grupo francês segue a parceria com São Bernardo e nos próximos meses devem ocorrer novas reuniões com integrantes da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo.

A Dassault planeja para o próximo semestre realizar outros seminários pelo País. Porto Alegre e Rio de Janeiro estão entre as mais cotadas para receber o evento. Comenta-se nos bastidores que São Paulo também pode vir a receber o seminário ao longo do segundo semestre.

 Briga por espaço

Tradicional polo industrial nos anos 70 e palco de boa parte das conquistas trabalhistas brasileiras, a região do ABC não foi escolhida pela sueca Saab e pela francesa por acaso.

A boa estrutura para desenvolvimento industrial e a localização privilegiada, entre portos e com fácil acesso às principais rodovias do País influíram para que as gigantes da aviação mundial olhassem para a região.

De acordo com José Alvares Campos, professor de Engenharia Aeronáutica do ITA, a escolha do ABC não poderia ser melhor. "O Brasil precisa de muito tempo e tecnologia para competir com as grandes nações mundiais no quesito construção aeronáutica. Mas, dentro desse cenário, se há uma região com pessoal capacitado, infraestrutura e possibilidade no País, é o ABC", ressaltou o professor.

A empresa sueca Saab inaugurou ontem, no bairro de Nova Petrópolis, em São Bernardo, o Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (Cisb), fruto de acordo de cooperação bilateral entre o Município de São Bernardo e a cidade sueca Linköpin.

O projeto envolve investimento de US$ 50 milhões em cinco anos por parte do Grupo Saab, fabricante do avião-caça Gripen e detentor da montadora de caminhões Scania.

De acordo com o prefeito da cidade, Luiz Marinho (PT) a chegada de novos players da indústria aeronáutica é um grande marco para a cidade. "Quem ganha com esse tipo de iniciativa é o cidadão e a economia de São Bernardo", afirmou o chefe do executivo.



Outras coberturas especiais


Especial Espaço

Especial Espaço

Última atualização 24 NOV, 15:00

MAIS LIDAS

F-X2