COBERTURA ESPECIAL - Fronteiras - Naval

22 de Agosto, 2012 - 08:40 ( Brasília )

Ágata 5 - Comando do 6º Distrito Naval cumpre com dedicação e entusiasmo as ações na operação


São dias intensos e de muito trabalho. Militares das Forças Armadas se dedicam, juntamente com os profissionais de outras Agências Federais, Municipais e Estaduais, em uma operação que tem um propósito comum: intensificar a presença do Estado brasileiro na faixa de fronteira do País.

A Marinha do Brasil participa da Operação “Ágata 5”, empregando seus militares, navios, embarcações e aeronaves, para garantir a segurança nacional no combate a crimes transfronteiriços e ambientais, realizando, para isso, ação de presença, fiscalizações, inspeções e Patrulhas Navais. De Acurizal, no município de Corumbá, no Mato Grosso do Sul, ao município de Chuí, no Rio Grande do Sul, a Marinha emprega cerca de trinta embarcações para desempenhar atividades na faixa de fronteira sul e oeste do Brasil.

Seja por terra ou na água, o importante sempre é proteger. E a proteção não é apenas no combate a delitos nas fronteiras. O amparo vem de mãos cuidadosas e atenciosas que proporcionam um pouco de cuidado necessário as populações ribeirinhas das regiões onde é realizada a operação. O Navio de Assistência Hospitalar (NasH) “Tenente Maximiano” desempenha  uma especial atividade em toda a “Ágata 5”. Levando um pouco de felicidade para crianças e adultos, realiza atendimentos médicos e odontológicos pelos profissionais da Marinha do Brasil, tendo obtido resultados positivos nessa área, que explicam a esperança que muitas pessoas depositam no navio. Durante a Operação, o NasH “Tenente Maximiano” realizou 10 Ações Cívicos-Sociais em regiões localizadas nas margens do Rio Paraguai. As equipes de militares do Navio efetuaram cerca de 330 atendimentos médicos, 170 odontológicos; doou 17 mil medicamentos; e realizou 700 procedimentos diversos, além de doarem roupas e agasalhos.

No ar, a Marinha participa do esforço na vigilância e ao combate às queimadas. As aeronaves da Força transportam equipes do IBAMA e do Corpo de Bombeiros e orientam os militares que atuam no duro trabalho de apagar o fogo das queimadas.

Na Operação “Ágata 5”, só na área de jurisdição do Comando do 6º Distrito Naval, os Navios da Flotilha de Mato Grosso  e as embarcações da Capitania Fluvial do Pantanal percorrem, diariamente, mais de 820 Km fluviais, tendo sido inspecionadas mais de 320 embarcações.



Outras coberturas especiais


Especial Espaço

Especial Espaço

Última atualização 11 DEZ, 12:00

MAIS LIDAS

Fronteiras