COBERTURA ESPECIAL - Fronteiras - Terrestre

18 de Janeiro, 2018 - 10:30 ( Brasília )

Chefe do Estado-Maior do Exército ressalta importância da vigilância cerrada do Exército na fronteira


O Comando de Fronteira Solimões / 8º Batalhão de Infantaria de Selva, “Forte São Francisco”, recebeu, no dia 9 de janeiro, a visita do Chefe do Estado-Maior do Exército (EME), General de Exército Fernando Azevedo e Silva.

A comitiva também foi composta pelo Subcomandante do Comando de Operações Terrestres (COTER), General de Divisão Júlio César de Arruda, e pelo Comandante da 16ª Brigada de Infantaria de Selva, “Brigada das Missões”, General de Brigada Cristiano Pinto Sampaio.

A atividade aconteceu no contexto das recentes ações realizadas pelo 3º Pelotão Especial de Fronteira (PEF), em Vila Bittencourt, quando os militares apreenderam 1.200 kg de “Skank”, um tipo de entorpecente à base de maconha.



Os militares do PEF interceptaram uma embarcação colombiana no Rio Japurá, e os traficantes realizaram disparos contra a tropa brasileira. Num vasculhamento realizado de imediato, a embarcação foi encontrada abandonada com os entorpecentes.

Durante o confronto, dois militares do Exército foram feridos com maior gravidade, sendo evacuados para Tabatinga, onde foram hospitalizados e não correm risco de morte.

Durante a visita, o Chefe do EME falou aos integrantes do Comando de Fronteira, ressaltando a importância do trabalho de vigilância constante, bem como sobre o preparo do militar que zela pela segurança na faixa de fronteira.

O patrulhamento e o combate aos crimes transfronteiriços seguem sendo realizados, 24 horas por dia, 7 dias por semana, reforçando o compromisso do Exército Brasileiro com o cumprimento de sua missão constitucional.


VEJA MAIS