COBERTURA ESPECIAL - Fronteiras - Terrestre

27 de Junho, 2017 - 10:55 ( Brasília )

Operação Ágata intensifica ações no Alto Juruá


O 61° Batalhão de Infantaria de Selva (61° BIS) está participando, desde meados de junho, da Operação Ágata – Curare IX, que é coordenada pelo Comando Militar da Amazônia (CMA), sediado em Manaus (AM), e está inserida no Plano Estratégico de Fronteiras do Governo Federal.

O 61° BIS está subordinado à 17ª Brigada de Infantaria de Selva, sediada em Porto Velho (RO), que conta com outros três Batalhões de Infantaria de Selva atuando em sua área de operações na região da faixa de fronteira com os países vizinhos (Peru e Bolívia), abrangendo a totalidade dos Estados do Acre e de Rondônia.

Na região do Alto Juruá, o 61° BIS está com a missão principal de intensificar a presença na faixa de fronteira em sua área de responsabilidade, com ações de prevenção e repressão aos ilícitos transfronteiriços e ambientais, por meio de patrulhamento a pé, motorizado e fluvial, bloqueio e controle de estradas e rios, revistas de pessoal, embarcações, viaturas e aeronaves.

O Batalhão está empregando um efetivo de aproximadamente 220 militares e seus meios orgânicos (armamentos, material de emprego militar, 25 viaturas e 12 embarcações leves). Sua atuação tem sido na região das calhas dos rios Môa, Azul, Juruá e Paraná dos Mouras e nos municípios de Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Cruzeiro do Sul e Marechal Thaumaturgo, no Acre.

Além das ações citadas, o 61° BIS está prestando apoio médico e odontológico na região de Mâncio Lima, na comunidade Bom Sossego (Rio Azul) e na Terra Indígena Katukina. Também estão sendo realizadas palestras institucionais sobre as atividades do Exército Brasileiro nas escolas do Ensino Médio, nos municípios de Mâncio Lima e Rodrigues Alves, além de apresentações da Banda de Música do Batalhão.

A Operação não tem data definida para encerrar.



Fotos: 61° BIS - CMA / EB


VEJA MAIS