COBERTURA ESPECIAL - Fronteiras - Inteligência

19 de Janeiro, 2017 - 02:00 ( Brasília )

BR-PY - Brasil estreita relações de inteligência com o Paraguai

Brasil e Paraguai assinam Memorando de Entendimento sobre Cooperação na Área de Inteligência



O Brasil auxilia desde o fim do ano passado a montagem da estrutura de inteligência do Paraguai, rota de tráfico internacional de armas e drogas e um dos países onde mais se produz maconha na América do Sul. Um oficial de inteligência da ABIN (Agência Brasileira de Inteligência) trabalha na capital Assunção, a pedido do governo paraguaio.

O país tem sido um dos que mantêm conversas mais afinadas com o Brasil para o enfrentamento do narcotráfico. Desde o governo Lula, o Brasil tentava, sem sucesso, instalar um agente em Assunção – mas o pedido sempre fora ignorado.

O memorando para implantação de um sistema de inteligência foi assinado em novembro entre autoridades dos dois países. Até maio do ano passado, o Brasil só tinha adidos civis da ABIN em Bogotá (Colômbia), Caracas (Venezuela) e Buenos Aires (Argentina).

Além de Assunção, agora há adidos em Paris (França), centro de monitoramento do terrorismo na Europa, e Washington (Estados Unidos), capital mundial das atividades de inteligência. Em breve, a agência abrirá uma representação na África do Sul e ainda negocia com os governos do Peru e Bolívia, dois dos principais produtores de cocaína no continente.

Nota DefesaNet

A morte do traficante Rafaat, em 16 junho 2016, em ação cinematográfica, mudou a percepção do governo paraguaio e em especial da imprensa. Passaram a serem mais colaborativas com o governo brasileiro.


 

Nota do GSI sobre o Acordo assinado em 16 Novembro 2016

No dia 16 de novembro de 2016, o Ministro de Estado Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, General-de-Exército Sergio Westphalen Etchegoyen, e o Ministro do Interior da República do Paraguai, Tadeo Rojas, assinaram no Palácio do Planalto, em Brasília-DF, um Memorando de Cooperação na Área de Inteligência.

O propósito do Memorando é apoiar o fortalecimento do Sistema Nacional de Inteligência do Paraguai e estabelecer um programa de cooperação bilateral na Área de Inteligência

Além do Secretário Executivo do GSI, General de Divisão Marco Antônio Freire Gomes, e do Diretor Geral da Abin, Janér Tesch Hosken Alvarenga, participaram do evento as seguintes autoridades paraguaias: Chanceler Eladio Loizaga; Ministro da Defesa Diógenes Martínez; Embaixador Manuel Cáceres; Ministro da Secretaria Nacional Antidrogas Hugo Vera e o Ministro da Secretaria de Prevenção e Lavagem de Dinheiro Oscar Boidanich.



 



Outras coberturas especiais


Venezuela

Venezuela

Última atualização 17 JAN, 11:40

MAIS LIDAS

Fronteiras