COBERTURA ESPECIAL - Fronteiras - Terrestre

16 de Outubro, 2016 - 17:20 ( Brasília )

BR - VE - Operação Curare VII

A crise migratória da Venezuela tem uma resposta do Comando Militar da Amazônia com a Operação Curare VII. Mais a ação de órgãos federais e estaduais do Estado de Roraima.


Na noite do dia 14 de outubro, a 1ª Brigada de infantaria de Selva (1ª Bda Inf Sl),deflagrou a Operação Curare VII, a qual tem a finalidade de coibir ilícitos transfronteiriços e ambientais, sob amparo das Leis Complementares 97, 117 e 136.

A finalidade da Operação Curare VII é realizar patrulhamentos terrestres, aéreos e fluviais da faixa de fronteira, realizar bloqueios nas estradas e rios do Estado de Roraima, bem como proteger o meio ambiente através da coação a ilícitos ambientais e promover saúde as Comunidades indígenas (CI) através de atendimento médico, odontológico e veterinário, por meio das Ações Cívico Sociais (ACISO).

Participam em parceria na referida operação:

- Ministério Público Federal (MPF);
- Polícia Federal (PF);
- Receita Federal do Brasil (RFB);
- Polícia Rodoviária Federal (PRF);
- Ministério Público Estadual (MPE);
- Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (IBAMA);
- Agência Brasileira de Inteligência (ABIN);
- Fundação Nacional do Índio (FUNAI);
- Secretaria de Segurança Pública (SESP);
- Polícia Militar do Estado de Roraima (PMRR);
- Distrito Sanitário Especial Indígena – Leste (DSEI-Leste);
- Distrito Sanitário Especial Indígena – Yanomami (DSEI-Yanomami);
- Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima (ADERR);
- Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA);
- Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC);
- Serviço Social do Comércio (SESC);
- Serviço Social da Indústria (SESI);
- Secretaria do Trabalho e Bem Estar Social (SETRABES);
- Secretaria de Saude do Estado de Roraima (SESAU), e,
- Secretaria de Educação do Estado de Roraima (SEED) .


No dia 15 de outubro, segundo dia da Operação Curare VII, a 1ª Brigada de Infantaria de Selva (1ª Bda Inf Sl), por meio do 7º batalhão de Infantaria de Selva (7º BIS) realizou um Posto de Bloqueio e Controle de Estradas (PBCE) na altura da Comunidade Indígena de Sorocaima I, norte do Estado de Roraima. A finalidade do PBCE é controlar veículos e materiais e combater ilícitos transnacionais. Na oportunidade, a 1ª Bda Inf Sl  contou com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar de Roraima (PMRR)e Receita Federal do Brasil (RFB) e nenhum ilícito foi verificado.

Nota DefesaNet

A Operação Curare VII segue o padrão das ações de Fronteira como as Operações Ágata. Porém com a crescente crise migratória da Venezuela passa a ter um contexto especial:

Veja a matéria :

Brasília avaliará crise de refugiados venezuelanos Link