COBERTURA ESPECIAL - Front Interno - Inteligência

17 de Outubro, 2019 - 08:40 ( Brasília )

Villas Bôas fala em risco de ‘convulsão social’ antes de julgamento sobre segunda instância

No ano passado, na véspera do julgamento de Lula, o general disse que o Exército estaria ‘atento às suas missões institucionais’, sem detalhar o que pretendeu dizer com a expressão


Tânia Monteiro
O Estado de S.Paulo

 
 
BRASÍLIA – Na véspera do início do julgamento, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), de três ações que contestam a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância, o ex-comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, afirmou, pelo Twitter, que houve “grande esforço para combater a corrupção e a impunidade” e que o País tem de seguir este caminho, sob risco de ocorrer uma “convulsão social”. Ele não citou diretamente o julgamento que a Corte fará nesta quinta-feira.

Citando Rui Barbosa (ver transcrição e twitter abaixo), ele diz que, “de tanto triunfar as nulidades, de tanto prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”.
 
Na véspera do julgamento de Lula, em abril do ano passado, o general repudiou a impunidade e acrescentou o Exército estaria ainda “atento às suas missões institucionais”, sem detalhar o que pretendeu dizer com a expressão.


 

“Experimentamos um novo período em que as instituições vêm fazendo grande esforço para combater a corrupção e a impunidade, o que nos trouxe — gente brasileira — de volta a autoestima e a confiança. É preciso manter a energia que nos move em direção à paz social, sob pena de que o povo brasileiro venha a cair outra vez no desalento e na eventual convulsão social”, escreveu Villas Bôas logo após ter recebido a visita do presidente Jair Bolsonaro em sua casa.

“De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a te vergonha de ser honesto.” (Rui Barbosa, 1914)

Essa síndrome, reflexionada por Rui Barbosa, infelizmente assolou nosso país ao longo do último século. Contudo, experimentamos um novo período em que as instituições vêm fazendo grande esforço para combater a corrupção e a impunidade, o que nos trouxe – gente brasileira – de volta a autoestima e a confiança.

É preciso manter a energia que nos move em direção à paz social, sob pena de que o povo brasileiro venha cair outra vez no desalento e na eventual convulsão social.

Com todo respeito,
 
General Villas Bôas.


 
Villas Bôas retornou para casa no último sábado, depois de fazer uma traqueostomia. O general, apesar do procedimento, está conseguindo se comunicar por meio de um aparelho especial. Na terça-feira, em vídeo que circulou entre os militares, Villas Bôas avisou que “não se calaria”.





Na terça-feira, em vídeo que circulou entre os militares, Villas Bôas avisou que “não se calaria”.



Estas foram as primeiras manifestações do Gen Villas Boas após ter comunicado a morte do seu assistente pessoal Cel Gilmar, em 09 SET2019. A morte do seu assistente em acidente de trânsito o afetou profundamente e piorou o seu quadro de saúde. Isto o levou a uma internação e tratamento médico intensivo


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


PCC - Gangues

PCC - Gangues

Última atualização 11 NOV, 16:16

MAIS LIDAS

Front Interno